Segue no Rolé!


De rolé pela China: Pequim

Siga @viniciuscovas

Como todos aqui já sabem, o nosso correspondente Marcos foi dar um rolé pela China  e por lá e registrou imagens iradas! Desta vez vamos conhecer a cidade de Pequim.

Pequim é a capital da República Popular da China e sua segunda cidade mais populosa.

O nome da cidade em mandarim significa capital do norte, foi durante séculos a maior cidade do mundo; e hoje tem cerca de 10,3 milhões de habitantes. Situada ao norte do país, Pequim é famosa pela Cidade Proibida, um conjunto de palácios dos imperadores chineses construído no século XV. A cidade foi capital do Império Chinês de 1421 a 1911.

Em 1912, a capital foi transferida para Nanjing, e Pequim tomou o nome de Beiping (Wade-Giles: Peiping) (Paz do Norte); ela foi ocupada pelos japoneses entre 1937 e 1945. Pequim tornou-se a capital da República Popular da China em 1949, com a denominação atual.

Pequim oferece inúmeras atrações para os turistas, que deverão escolher o que fazer de acordo com sua disponibilidade de tempo. Para aqueles com tempo escasso, não deixem de visitar a Cidade Proibida e a Praça da Paz Celestial (Tian’amen), onde é possível visitar o Mausoléu de Mao Tsé-Tung (chegue cedo, pois, além de a fila ser enorme, o horário de visitas encerra-se às 11h). As Muralhas da China ficam próximas de Pequim. Há 3 principais locais de visitação. Badaling, por ser a mais próxima da cidade, é a mais visitada (e também a mais cheia). Mutianyu também é bem visitada. Para aquele que preferirem ver a parte das Muralhas que não foi restaurada, Simatai é a melhor opção. Lá, por ser menos visitada, é ideal para tirar excelentes fotos sem pedir licença a milhares de turistas.

Visitar a Grande Muralha, ou The Great Wall, por Badaling significa subir centenas de degraus. No verão a vista é linda, mas pode ser uma subida com a temperatura em torno de 35 graus celsius ou mais. É imprescindível levar muita água. Uma boa dica é começar devagar nos primeiros degraus, que são mais dificeis, por serem mais altos e a escada mais inclinada. Os últimos degraus, quase no topo da primeira torre são bem mais fáceis, mas a maioria das pessoas só descobre isso lá em cima. Se você for no verão, tire suas fotos, aquelas em que você quer aparecer sorridente e bonito, ainda antes da subida, por que centenas de degraus depois ninguém aparece bem na foto, apesar da imensa satisfação que é percorrer o caminho. Sem dúvida a jornada vale a pena, pela emoção de estar lá, pela idéia de superação (é dificil mesmo para a maioria) e pelo clima de descontração e cumplicidade entre os que sobem. É comum ouvir pessoas que nunca se viram antes dizerem palavras de ânimo a quem está perdendo as forças. Sem dúvida uma experiência única.

Vejam agora as imagens gravadas pelo nosso correspondente:

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: