Segue no Rolé!


Um dos maiores poins do surfe nacional…

Play >

Um dos maiores points do surf nacional com certeza fica na Praia de Itaúna, em Saquarema, no Rio de Janeiro.  A praia é famosa por sediar campeonatos nacionas e internacionais do esporte e do bodyboard. Mas além de boas ondas, a praia também é famosa pelo belo pôr do sol e pela igreja que pode ser vista da areia branca. A  Igreja Nossa Senhora de Nazaré separa a Praia de Itaúna da Praia da Vila, outra famosa praia de Saquarema.

Nesta curta edição, segui no rolé com alguns primos, mostrando um pouco mais do agito que rola na praia. Partiu!



#Roteiro de viagem: Região dos Lagos

Siga – @viniciuscovas

Fala galera!

Para quem conhece o “Segue no Rolé” sabe que o programinha é baseado no slogan do “Multshow”: A vida sem roteiro.  Mas como todo bom rolezeiro, no fundo sempre existe um roteirozinho, para não cair em furada.

Um dos pontos mais procurados pelos cariocas é a “Região dos Lagos“. A revista “Guia Quatro Rodas” preparou um roteiro bem sucinto para você aproveitar o que tem de melhor no lugar onde de maior badalação do litoral fluminense:

  • Niterói

O Museu de Arte Contemporânea, obra assinada por Oscar Niemeyer, conseguiu ofuscar a Ponte Rio-Niterói, tornando-se o símbolo da cidade. Apenas contemplar a pequena base cilíndrica sustentando um prédio de 50 m de diâmetro já vale a visita – uma vez que o acervo do museu é pequeno. Voltados para a Baía de Guanabara, os fortes construídos entre os séculos 16 e 19 são uma atração para toda a família. Os jovens se divertem durante o dia nas areias escaldantes de Itacoatiara e se encontram à noite nos bares da orla de São Francisco ou da Rua Nóbrega, em Icaraí.

  • Saquarema

Sinônimo de surfe no estado, uma geração de surfistas iniciou a carreira em seus costões. Na Praia de Itaúna quebram as melhores ondas, que podem chegar a 3 m de altura. Compondo o cenário, a igrejinha de N. S. do Nazaré fica no alto do morro que separa Itaúna da Praia da Vila. Lá de cima é possível acompanhar as manobras dos surfistas e admirar o belo pôr do sol no horizonte.

  • Cabo Frio

Destino dois em um, mesclando as praias com as águas mais geladas do Brasil (daí o nome da cidade) e um bem-preservado Cento Histórico, com construções do século 17. Aos pés do Morro da Guia, o Convento N. S. dos Anjos abriga o pequeno Museu de Arte Sacra. Morro acima, depois de 15 minutos de caminhada, chega-se a uma capelinha e um mirante com vista para a região central. Atravessando o Canal dos Pescadores, a “Rua dos Biquínis” concentra uma infinidade de lojas que vendem roupas de praia a preços módicos. Conchas e Foguete são ótimas praias para estrear as peças.

  • Arraial do Cabo

Indiferente às frias temperaturas da água, a abundante vida marinha nas ilhas e costões da região consagrou o local como um dos melhores do país para a prática do mergulho. Novatos e experientes se misturam nas esverdeadas águas do oceano para seguir cardumes. Quem não mergulha, mas faz questão de um passeio de barco, seguir para a Ilha de Cabo Frio é a pedida: as brancas areias da Praia do Farol e a exuberância da Gruta Azul valem cada centavo gasto. No continente, a Praia do Pontal da Atalaia se destaca pelo visual cinematográfico.

  • Búzios

Olhando para a esquerda, praia. Virando o corpo à direita, outra praia. Seguindo em frente, mais uma praia. Surge a pergunta: Búzios é uma ilha? Quase, na verdade é uma península formada por 24 praias, cada qual com sua característica. Semelhantes apenas na imensidão de corpos bonitos circulando pelas areias. Passeios de barco, escuna e trolley (um caminhão aberto) podem ajudar na escolha da praia do dia seguinte: o agito de Geribá, o charme da Ferradurinha, as águas calmas de Azeda e Azedinha, o sotaque castelhano de João Fernandes… Se durante o dia o movimento é divergente, basta o sol se pôr e a multidão converge para as lojinhas, bares e restaurantes das charmosas Rua das Pedras e Orla Bardot.

  • Rio das Ostras

Basta seguir as placas indicando Costazul para encontrar a praia onde tudo acontece na cidade. Nem é a mais bonita – este título fica para a Praia Virgem, mas a soma de águas calmas, barracas de praia, bares, playground e ciclovia faz com que todos rumem para lá, tanto que é o palco principal do Rio das Ostras Jazz & Blues, um festival que reúne atrações nacionais e estrangeiras. Pertinho dali, famílias brincam e nadam na Lagoa de Iriri, também conhecida como Lagoa Coca-Cola por causa da coloração semelhante à do refrigerante.